forworldtriplovers.com

As 9 estações mais bonitas do mundo

Quem sou
Judit Llordes
@juditllordes
REFERÊNCIAS EXTERNAS:

FONTES CONSULTADAS:

Avaliação do artigo:

Aviso de conteúdo


Estações que fazem você querer pegar (e esperar) o trem

Você verá que às vezes é bom esperar o trem!

Viajar e sair de férias também significa descobrir esses lugares de passagem essenciais e muitas vezes esquecidos. Pequeno tour pelas estações mais bonitas do mundo.

1. Antuérpia (Bélgica)

Eleita “a estação mais bonita do mundo” pelo site americano Mashable, a estação de Antuérpia foi construída entre 1895 e 1905, a pedido do Rei Leopoldo II. Seu arquiteto, Louis de la Censerie, se inspirou na estação ferroviária de Lucerna, na Suíça. Seu nome verdadeiro, Antwerpen Centraal, é inteiramente feito de pedra, vidro e metal, e se destaca como uma catedral graças à sua cúpula de 75 metros de altura. O local beneficiou de uma remodelação em 2009, por ocasião da implantação da rede TGV na Bélgica e da ligação a Amesterdão, na Holanda. Prova de seu apelo, ganhou o Grande Prêmio Europeu de Patrimônio Cultural.





2. Liège (Bélgica)

A estação Liège-Guillemins viu-se impulsionada para o século 2009 quando foi inaugurada na XNUMX, revelando seu perfil de metal delgado após dez anos de trabalho. Hoje emblema da cidade de Liège, a estação foi projetada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava Valls e se distingue por seus dois grandes arcos de aço. O local levou o nome do bairro onde a obra foi realizada.

3. London Saint-Pancras (Reino Unido)

Desde 2007, os passageiros a bordo do Eurostar não param mais em London Waterloo, mas em London Saint Pancras. Uma histórica estação ferroviária, de arquitetura gótica, construída na época vitoriana, que se destaca pelos seus tijolos vermelhos. Ele está localizado perto da Biblioteca Britânica, a famosa biblioteca de Londres que contém cópias da Magna Carta e da Bíblia de Gutenberg. Originalmente, Saint Pancras foi construído para facilitar o acesso ao Midlands. Seu salão principal tem o nome de seu designer, William Henry Barlow.





4. Grand Central Terminal New York (Estados Unidos)

Na cidade de Nova York, o Grand Central Terminal é uma atração turística por si só. Transporta passageiros (e simples visitantes) da história com seu grande relógio, suas esculturas gregas e romanas, suas varandas teatrais e seu teto verde, pintado por um francês, representando um mapa celeste. A visita continua no “saguão principal” que leva a um labirinto de restaurantes e barracas. É também na Grand Central que fica o famoso bar de ostras (Oyster Bar). Finalmente, leva ao “Grande Mercado Central”, onde os amadores encontrarão delicatessens e bufês em uma área de 120 metros.

5. Kuala Lumpur (Malásia)

A capital da Malásia se destaca por uma estação ferroviária que mistura os estilos oriental e ocidental. Branco imaculado, foi construído no início do século 1910 e concluído em XNUMX. Melhor aproveitá-lo de fora para tirar fotos eficazes.

6. Madrid-Atocha (Espanha)

A estação Atocha é a maior da Espanha. Os trens atendem à Andaluzia, bem como à França ou aos subúrbios de Madrid. A sua primeira construção data de 1851, mas grande parte foi destruída por um incêndio no final do século 7000. Os visitantes o notam hoje por sua arquitetura de vidro e aço e, especialmente, pelo jardim tropical que domina o saguão. 2004 árvores, plantas e palmeiras foram plantadas. A estação Madrid-Atocha é famosa por ter sido atingida em março pela XNUMX por ataques terroristas.




7. Estação ferroviária de Maputo (Moçambique)

Em Moçambique, a capital Maputo preserva um testemunho de história: a sua estação ferroviária. O site foi realmente projetado pelo próprio Gustave Eiffel. Os passageiros ainda podem se aproximar hoje de duas locomotivas a vapor que datam do início do século XNUMX. A Estação de Maputo apresenta exposições e organiza concertos de jazz.




8. Kanazawa (Japon)

Na terra do Sol Nascente, a estação Kanazawa, na parte centro-norte da ilha de Honshu, em frente ao Mar do Japão, combina modernidade e história. Na entrada, um enorme torii, ou seja, um portal tradicional que acolhe os visitantes dos santuários japoneses, sobe até 14 metros de altura. No interior, é uma estação futurística que recebe os passageiros, com sua majestosa cúpula de vidro abrigando um shopping center bem abastecido. Sua cobertura é equipada com painéis solares, o que lhe valeu o título de primeira estação ecológica do Japão.



9. Melbourne-Flinders Street (Austrália)

No estado de Victoria, em Melbourne, tudo leva à estação Flinders Street, que se destaca como o eixo central de uma cidade cultural. Sua arquitetura vitoriana e sua cor ocre contrastam com a paisagem, mesmo quando está chovendo. Este símbolo de Melbourne está voltado para a Federation Square, repleta de modernidade. A Flinders Street Station foi concluída em 1854. Foi a primeira estação da Austrália e o início do primeiro trem a vapor do país.

Adicione um comentário a partir de As 9 estações mais bonitas do mundo
Comentário enviado com sucesso! Nós o revisaremos nas próximas horas.