forworldtriplovers.com

Lost In The USA: a caminho de uma viagem pelos Estados Unidos

Quem sou
Aina Prat
@ainaprat
REFERÊNCIAS EXTERNAS:

FONTES CONSULTADAS:

Avaliação do artigo:

Aviso de conteúdo


Dois franceses partiram para conquistar o Ocidente (e não só!)

Quem são Delphine e Jean-Philippe?

Ela é Delphine, 32, mora no Jura, mas “Lyonnaise de cor”, que adora viajar, cantar, animais… Ele é Jean-Philippe, 34 anos, mora no Jura mas Lyonnais de cor (hey, hey!) , que gosta de esportes, música indie e boa comida. E quem também adora viajar. "Felizmente !"




Jornalistas de profissão, os dois lançaram um blog pessoal em 2012, No Fim da Estrada, onde compartilham suas viagens e viagens ao redor do mundo. Mas especialmente nos Estados Unidos, um país pelo qual eles literalmente se apaixonaram.


Perdido nos EUA, c'est quoi?

Depois de percorrer milhares de quilômetros nos Estados Unidos, Delphine e Jean-Philippe decidiram se arriscar em 2015. No cardápio: um sabático e a criação de um novo site, Lost In The USA, pensado como um planejador de viagens rodoviárias em os Estados Unidos. A história de nunca estar (totalmente) perdido durante a viagem na Rota 66 ou no meio de Idaho.

Assim, em Lost In The USA você encontrará todas as informações essenciais para organizar sua viagem, estabelecer sua “lista de desejos” (somando os pontos de interesse que não quer perder). E assim que o percurso estiver concluído, basta afivelar as malas e o cinto de segurança: vamos lá, as estradas americanas o aguardam!




Qual foi o destino da sua primeira viagem (criança ou adulto)?
Delphine: Fiquei muito tempo na França e tive que sair pela primeira vez para ir para a Grécia quando era adolescente ... Minha primeira grande viagem “de verdade” foi realmente minha primeira vez nos Estados Unidos, em 2008.
Jean Philippe: Eu fui para Quebec como um bebê para ver alguma família! Obviamente, não me lembro.



O que te fez querer viajar e depois compartilhar essa paixão em um blog?
D e JP:
Nós treinamos um ao outro! Ajudando um pouco na distorção profissional, cheguei em casa uma noite e Jean-Philippe me disse: “Temos um blog!”. Ambos queríamos compartilhar nossas viagens, que continuassem de uma forma e “servissem” aos outros.

Qual foi a viagem que mais te impressionou? Por quê ?
D:
A cada viagem, tenho a impressão de que a última é a mais marcante! O sul dos Estados Unidos me marcou muito, por seus ambientes, e muitas vezes também me lembro de Santorini, uma ilha grega onde o tempo parece ter parado e para onde tenho certeza que voltarei um dia.
JP: O que estamos fazendo, uma viagem de três meses pelos Estados Unidos.

Qual país mais o “surpreendeu”? Por quê ?
D:
Certamente os Estados Unidos novamente. Você nunca sabe o que esperar de um estado para outro. As pessoas são tão receptivas, que te dariam suas camisetas ... mas em troca, cuidado, nada de abraços! (só o abraço é tolerado).
JP: Eu, não é um país, mas um estado americano: Oregon. Achei simplesmente de tirar o fôlego.





Qual país você mais “decepcionou”? Por quê ?
D e JP:
Realmente não existe nenhum. Talvez apenas, às vezes, nos “desapontamos” por esperar demais de algo mítico. Roma, por exemplo, ou as Pirâmides do Egito.


Qual é a sua pior lembrança de viagem?
D e JP:
No ano passado, JP perdeu sua bagagem. Ficámos muito desapontados com o início da estadia e continuamos a ter problemas com o seguro. A grande galera.



Você pode contar uma anedota engraçada ou incomum que aconteceu com você durante uma viagem?
D e JP:
Nós quebramos no deserto americano bem no início de nossa viagem. Inferno. Estava superaquecido e fizemos uma hora de reboque sem ar condicionado… Mas nos divertimos muito pensando nisso. Também houve duas ou três ocasiões em que fomos “turistas” (como ser arrastados por beduínos em camelos por mais de 10 metros por 50 euros…).



Para qual país você sonha em ir?
D:
Ilhas paradisíacas como o Taiti. Ásia, Costa Rica. E nos Estados Unidos, Havaí e Alasca.
JP: Nova Zelândia.


Em geral, o que você procura quando viaja?
D:
A mudança de cenário. Mas com alguns benchmarks (risos).
JP: Experiências.

Existe um país onde, “estranhamente”, você não queira ir?
D:
Países orientais ou africanos (excluindo o sul).
JP:
Bielorrússia

E mais perto de nós, qual é o seu lugar preferido na França?
D:
A ilha de Oléron (e a Grande Motte!).
JP: Lyon.

Bônus: quando e onde será sua próxima viagem?
D e JP:
Nós estamos certos nisso! Veremos depois!

Acompanhe as notícias de Lost In The USA no Facebook e Instagram

Adicione um comentário a partir de Lost In The USA: a caminho de uma viagem pelos Estados Unidos
Comentário enviado com sucesso! Nós o revisaremos nas próximas horas.